Esta foi a sua vida

Biblia

sábado, 27 de agosto de 2011


~I.                 NOSSO DEUS CONDENA ACEPÇÃO DE PESSOAS – 2:1




Introdução: Esta passagem inicia uma nova seção em Tiago. Vamos ver, a partir daqui, tentações e provações que são comuns a todos os crentes. Este texto mostra uma das mais fortes tentações, e que por vezes passa despercebida: a parcialidade e o favoritismo. Este é, na verdade, um comportamento comum no sistema do mundo, onde o suborno, a bajulação, o tratamento "VIP" são a estratégia principal para obter favorecimentos pessoais daqueles que detém o poder político e econômico. Contudo, tem sido muito frequente também na Igreja de Jesus Cristo, quando atletas famosos, celebridades, e artistas se convertem e recebem tratamento especial e às vezes até um relaxamento nas exigências morais. Porque que na igreja canta parabéns de feliz aniversário para uns e  outros não? Dá presente para uns e outros não? Ora para uns e outros não


II.                NOSSO DEUS CONDENA ACEPÇÃO DE PESSOAS – 2:1

1 - O que significa fazer acepção de pessoas? Significa beneficiar algumas pessoas sobre outras, ou dar atenção especial a pessoas por causa da sua riqueza, seu status social, sua posição de autoridade, sua popularidade, sua aparência ou sua influência.
Todos os que estão na igreja são irmãos. Todos nós éramos órfãos e todos fomos aceitos, pela misericórdia de Deus, para sermos seus filhos pela intermediação de Jesus. Dinheiro, status, influência, nada contou para obtermos tal posição, exceto a obra de Jesus por nós. Você já ouviu aquela famosa expressão, “ é só  para os grandes lideres”? A condenação é clara: os crentes, todos aqueles que verdadeiramente creem no Senhor Jesus Cristo, o glorioso Senhor, não devem mostrar parcialidade ou favoritismo. Isto é estritamente proibido!
2. Quando fazemos acepção ou favorecemos algumas pessoas cometemos quatro erros (2:4-7)
Faz de você um Juiz – A Bíblia repreende os que se fazem de juizes dos outros: "Quem é você para julgar o servo alheio? É para o seu senhor que ele está de pé ou cai. E ficará de pé, pois o Senhor é capaz de o sustentar" - Romanos 14.4.
Revela maus pensamentos - Uma pessoa que age com parcialidade tem em vista coisas terrenas e passageiras, tais como roupa, carros,casas, etc. Discrimina pessoas que são amadas por Deus - Ele sofre com os que sofrem, com os que são explorados por gente poderosa, e toma a sua defesa. Não apoiá-los é ir contra Deus.
Revela uma atitude indigna – "Mas vocês têm desprezado o pobre". Desprezar o pobre o desonra, o humilha e o insulta. O crente deve ter braços abertos para acolher todas as pessoas indistintamente. - Lucas 4.18,19.
3. Uma advertência contra o fazer acepção de pessoas–2: 8-11
a) Parcialidade é Pecado - 8,9- Ilustração: Parábola do Bom Samaritano - Lucas 10.29-37. Esta lei é tão importante que Tiago refere-se a
ela como: "a lei real encontrada na Escritura" ("real" aqui refere-se a realeza). Ela é real por três razões:
- O AMOR é um antídoto contra o veneno da acepção de pessoas Ela foi dada por Deus e referendada pelo seu filho Jesus, quando ele veio ao mundo. Jesus disse: "Amarás a teu próximo como a ti mesmo" - Mateus 22.39.
- O AMOR é a grande lei que abrange todas as outras leis. "Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas" Mateus 22.40.
Romanos 13:8-10.
- O AMOR é o grande mandamento que nos conduz à vida eterna. A questão aqui é: Amar é uma ordenança de Deus, destarte devemos obedecer. A desobediência é pecado! E o pecado gera consequências mortais à nossa vida.
Uma observação: É legítimo que você tenha graus maiores de intimidade e amizade com algumas pessoas em relação a outras. O que
estamos dizendo aqui é que todos igualmente merecem ser tratados com igual honra e dignidade.
4. Existem duas coisas que nos movem a agir com amor para com todos, sem favoritismos. 2:12,13
a) O Julgamento de Deus – Todos nós seremos julgados pelo tratamento dispensado às pessoas. Portanto, deveríamos agir com as pessoas sabendo que estaremos diante de Deus. Portanto, trate todos com bondade! Fale a todos com bondade! A bondade é fruto do Espírito! O que a pessoa tem ou é (riqueza, posição, influência) não significará nada no dia do julgamento. O que terá peso naquele dia é como eu amei e alcancei com o evangelho pessoas sem distinção ou preconceito. Para refletir: Pode ser que, por incapacidade ou preconceito, nós estejamos discriminando os ricos e poderosos que estão perto de nós. Os ricos estão carentes de pessoas que os amem
desinteressadamente, não pelo que têm, mas pelo que são!
b) Retribuição Igual – Você vai receber uma recompensa recíproca ao seu comportamento. Você será tratado exatamente como trata os outros. "Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para vocês" - Mateus 7.1,2. Se mostrarmos misericórdia com as pessoas, seremos tratados com misericórdia por Deus. Se não formos misericordiosos, Ele não será misericordioso conosco. Existe apenas uma coisa que neutraliza o juízo de Deus: a misericórdia que dispensamos às pessoas. Exemplo: Mateus 18:23-35 e Mateus 5:7 .
Conclusão: Você hoje está sendo confrontado com um padrão de vida muito diferente da maioria das pessoas. Mas esta é a vontade de Deus para você. Vivendo assim Deus poderá usá-lo com eficácia para salvar pessoas e assim você estará cumprindo o propósito da sua existência. Dispensar um tratamento igualitário a todos vai contra a nossa natureza. Nosso bondoso Deus precisa operar o milagre de transformar o nosso coração preconceituoso em um coração bondoso. Peça esse milagre a Deus agora para você!